JES E A ESTRATÉGIA ECONÓMICA

José Marcolino | Economista

2022-08-01T07:00:00.0000000Z

2022-08-01T07:00:00.0000000Z

Media Nova

https://mediaquiosque.pressreader.com/article/281857237318228

PERCURSO

De 1979 até 1987, a econodmia foi caracterizado por um modelo socialista, com o surgimento de um empresariado nacional contrário a acordos com instituições internacionais. Em 1987, com a aprovação e implementação pelo governo do SEF, teve início o processo das reformas macroeconómicas que tiveram o seu ponto mais alto na adopção, em 1999, da Estratégia Global para a Saída da Crise. Em 1989, Angola foi aceita como membro do Banco Mundial, do FMI e de outras instituições financeiras internacionais, o que a permitiu receber assistência técnica, principalmente para a restruturação e modernização do sistema financeiro. Uma observação importante é a política de importação de quadros feita pelo governo de dos Santos, pois muitos possuíam qualificação abaixo das exigências de que o país necessitava. Em 1979 , argumentou que “nos sectores da Educação e Formação Profissional, o país irá enfrentar com sucesso os desafios do desenvolvimento com quadros nacionais altamente qualificados e com uma classe de trabalhadores bem formada tecnicamente, capaz de se adaptar rapidamente ao ambiente de mudanças e às necessidades impostas pelos novos sistemas de produção ”. Em 2012, Dos Santos enfatizava a quantidade em detrimento da qualidade da nossa capacidade humana. Esta situação, como é hoje sabida, tornou precária a qualidade de ensino do país, sendo um problema sério de segurança nacional. Quanto ao combate à corrupção, no discurso de Mensagem sobre o estado da Nação de 2013, Dos Santos argumentou que ,“neste processo de luta contra a corrupção, há uma confusão deliberada, feita por organizações de países ocidentais, para intimidar os africanos que pretendem a constituir activos e ter acesso à riqueza, porque, de um modo geral, se cria a imagem de que o homem africano rico é corrupto ou suspeito de corrupção”. Quanto à diversificação da economia, em 2016, Dos Santos argumentava que “é uma das vias para tornar a economia do país menos vulnerável e mais sustentável e muitos questionam por que razões não começaram este processo muito antes, mas, ele começou há muito tempo, só que não havia condições objectivas no nosso país para avançarmos mais depressa”.

pt-ao