Estudo pioneiro conclui que o café pode melhorar as funções cerebrais a longo prazo

Estudo pioneiro conclui que o café pode melhorar as funções cerebrais a longo prazo

ADÍLIA CORDEIRO* * Nutricionista

2022-09-01T07:00:00.0000000Z

2022-09-01T07:00:00.0000000Z

Media Nova

https://mediaquiosque.pressreader.com/article/282196539832174

OPINIÃO

OCafé é amigo da saúde do cérebro! É o que sugere um estudo europeu que indica que tomar café diariamente pode conduzir a mudanças duradouras e benéficas no cérebro, nomeadamente no que toca à facilidade de aprendizagem e de memória. Tomar café pode ajudar os indivíduos a memorizarem melhor e a aprenderem com mais facilidade. Super conveniente e prático para os dias que correm, não acham? Eu mesma senti essa diferença quando passei a tomar café diariamente. Antes era uma pessoa com menos energia e esquecia-me de quase tudo. Tenho uma vida bastante dinâmica, mas isso acontecia quando eu não tinha o hábito de tomar café, pois depois de casar, por influência do meu marido, comecei a tomar café com regularidade, e que bem que me fez e faz. A diferença na concentração e disposição para as minhas tarefas diárias foi incrível! Bendito café! Ao tomar conhecimento deste este estudo, veio-me logo à cabeça a minha experiência pessoal com o café. Nada como falarmos na primeira pessoa quando a intenção é partilhar uma coisa que faz bem. Não acham? Voltemos aos resultados deste estudo, que diz que o impacto do consumo de café vai muito além do que sempre ouvimos. O café tem um impacto positivo em várias actividades cerebrais, principalmente naquelas realizadas no hipotálamo (região do cérebro responsável pela aprendizagem e memória). Este estudo feito com animais concluiu que os animais que consumiram o café (por um longo período), em comparação ao grupo de animais que não consumiam café, mostrou que os animais que tomavam café obtiveram alterações genéticas em vários tipos diferentes de células cerebrais, o que se repercutiu na capacidade de memorização e aprendizagem destes animais. Este efeito benéfico persistiu, inclusivamente, depois de o mesmo grupo ter deixado de consumir café durante duas semanas, consumindo apenas água. Estudos já feitos no passado provaram que o café age positivamente na diminuição do risco de Alzheimer, mas o estudo em questão comprova que esse efeito sobre a qualidade da saúde cerebral vai muito além. O estudo conclui que tomar café diariamente pode alterar a organização cerebral, permitindo que este órgão consiga mais facilmente responder aos estímulos do exterior. A cafeína já é conhecida como uma substância bastante usada na farmacologia, mas segundo os pesquisadores, este estudo poderá ter um impacto real na farmacologia para o desenvolvimento de medicamentos com essas finalidades. É uma descoberta maravilhosa para a promoção da saúde e bem-estar cerebral. Estamos a falar de um dos órgãos mais importantes do corpo humano. Mas para usufruir destes benefícios é preciso não ultrapassar a dose diária recomendada de até 4 a 5 cafés por dia. É caso para afirmar com todo o orgulho que o café tem um impacto positivo na reorganização cerebral e na rapidez com que o organismo responde aos estímulos, e melhor ainda, retarda a perda natural destas capacidades. Tomar café é sem dúvidas beber saúde.

pt-ao