Bumbum não é tudo

DANIEL COSTA Coordenador

2022-08-01T07:00:00.0000000Z

2022-08-01T07:00:00.0000000Z

Media Nova

https://mediaquiosque.pressreader.com/article/281487870181932

PEDITORIAL

Há coisas engraçadas. Quem acompanha os mercados digitais apercebe-se do frenesi que se tem quando surgem alguns produtos inusitados, que nos espaços convencionais não teriam, se calhar, a mesma correria. Acidentalmente, nos vários amigos e amigas que as famílias virtuais nos vão oferecendo, cruzamos com uma pomada hipotética capaz de aumentar os glúteos das senhoras. Em pouco tempo, o que parecia ser uma brincadeira foi logo transformado numa correria em que dezenas e depois centenas de senhoras, jovens e até adultas, manifestavam o santo desejo de ter acesso à unção milagrosa. O frenesi que se observa para se adquirir produtos do género, alguns até nocivos à própria saúde das utilizadoras, ultrapassa o interesse que muitas mantêm por uma formação sólida, debates académico e aquisição de livros que seguramente ajudariam a toldar a mente de muitas e até muitos. Um bumbum avantajado parece ser a chave de sucesso de muita gente. Só assim se justifica o ardente desejo que até aos dias de hoje ainda se assiste em determinados círculos. A febre das famosas jardadas foi domada por produtos mais sofisticados, alguns dos quais chegam às casas dos interessados em forma de comprimidos e até pó, conforme vamos assistindo. É uma pena que nos próximos dias estaremos aqui a observar o mesmo filme de sempre. Pacientes e não só estendidas em camas de hospitais suplicando que alguém de boa fé lhes estenda as mãos para se refazerem das mazelas causadas por estes fármacos vindo até dos mercados negros. Tudo porque ainda está difícil para muitos e muitas de que bumbum não é tudo na vida…

pt-ao